"Os oitenta anos de Ana Maria Moog" por Antonio Paim


"O mérito de Anna Maria Moog corresponde a haver documentado que a obra que contribuiria para a resistência à ascensão do positivismo, em Portugal, seria a do filósofo e poeta Antero de Quental (1842/1891). A este autor dedicou a sua tese de doutorado, texto que viria a ser publicado pela Editorial Verbo, de Lisboa, em 1990". Ler o artigo aqui.

2 visualizações

© 2020 Academia Brasileira de Filosofia